Notícias Fecomercio

4 de junho de 2018

Setor de serviços paulista cria 31.076 empregos formais em março


Segundo a FecomercioSP, setor encerrou o mês com um estoque ativo de 7.380.867 empregos celetistas, o maior patamar desde setembro de 2016

O setor de serviços no Estado de São Paulo abriu 31.076 postos de trabalho em março, resultado de 212.694 admissões e 181.618 desligamentos. Trata-se do terceiro saldo positivo consecutivo de empregos, e, com isso, o setor encerrou o mês com um estoque ativo de 7.380.867 empregos celetistas, crescimento de 0,8% em relação ao mesmo período de 2017, o maior patamar desde setembro de 2016.

Os dados compõem a Pesquisa de Emprego no Setor de Serviços do Estado de São Paulo (PESP Serviços), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), com base nos dados do Ministério do Trabalho por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e o impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, calculado por meio da Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Entre as 12 atividades pesquisadas, oito apontaram aumento do estoque de empregados em relação a março de 2017, com destaque para as atividades médicas, odontológicas e serviços sociais (2,6%); e as atividades profissionais científicas e técnicas (2,3%). Por outro lado, destacaram-se negativamente os segmentos de outras atividades de serviços (-1%); e administração pública, defesa e seguridade social (-0,2%).

No saldo acumulado em 12 meses, o desempenho do setor é positivo, com mais de 58 mil novas vagas. Pouco mais de um terço dessa criação de vagas ficou concentrada nos serviços médicos, odontológicos e sociais, com 20.121 empregos formais, seguido pelo grupo de serviços administrativos e complementares, com 19.990 novos vínculos celetistas. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias