Notícias Fecomercio

4 de abril de 2018

Número de ocupados cresce entre jovens, mulheres e menos escolarizados, diz Ipea


Os maiores aumentos salariais foram obtidos pelos homens e pelos moradores das regiões Norte e Nordeste em 2017

O recuo da taxa de desocupação entre os trabalhadores com ensino fundamental e médio, jovens e mulheres é maior, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

De acordo com o estudo do Ipea, entre os trabalhadores com ensino médio incompleto, a taxa de desocupação caiu de 24,2% para 20,4% entre primeiro e o último trimestre de 2017. Na mesma base comparativa, o desemprego entre os jovens de 18 a 24 anos teve queda de 28,8% para 25,3%. No caso das mulheres, a desocupação passou de 15,8% para 13,2%. A mesma taxa para os homens recuou menos, ao passar de 12,2% para 10,5%.

Além disso, os maiores aumentos salariais foram obtidos pelos homens (2,6%), pelos trabalhadores com ensino médio incompleto (5%) e pelos moradores das regiões Norte (5,4%) e Nordeste (4,3%), na comparação entre o primeiro e o quarto trimestre de 2017.

O estudo do Ipea foi feito com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad-C), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Voltar para Notícias