Notícias Fecomercio

28 de junho de 2018

Confiança do consumidor paulistano cai em junho e atinge menor patamar desde novembro de 2017


Crise de abastecimento gerada pela greve dos caminhoneiros e ano eleitoral criaram ambiente de incertezas, afetando o humor dos consumidores

A paralisação dos caminhoneiros, que durou 11 dias e causou desabastecimento em todo o País, gerou efeitos negativos sobre o humor dos clientes paulistanos. Com isso, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) caiu 8,4% em junho em relação ao mês de maio e passou para 104 pontos.

Foi a maior queda na comparação mensal desde maio de 2015, e, agora, o ICC está no menor patamar desde novembro do ano passado. Em relação a junho de 2017, o indicador registrou alta de 3,9%.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), responsável por medir mensalmente o ICC, já havia constatado a piora da percepção dos consumidores em relação ao momento atual, ao traçar um cenário antes e depois do início da paralisação.

Na passagem de maio para junho, os dois quesitos que compõem o indicador recuaram na comparação mensal.

O Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA) registrou queda de 7% e passou para 77,9 pontos em junho. Em relação ao mesmo mês de 2017, houve elevação de 10,1%. O Índice de Expectativas do Consumidor (IEC) caiu 9%, ao passar de 133,3 pontos em maio para 121,4 pontos em junho. No comparativo anual, o índice ainda registrou alta de 1,5%. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias