Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Boracéia


Dados gerais

Distância da capital: 337 Km

Padroeiro(a):
Nossa Senhora Aparecida
Fundação: 1959

Classificação:
Região Administrativa:
Bauru
Região de Governo: Jaú

Adjetivo Gentílico: Boraceiense

Área: 113 km2
Altitude: 785 m mm
Latitude: 23º21'35
Longitude: 46º44'24

 

Histórico

Boracéia – na língua indígena também é dita Moracéia ou Poracéia, com o significado de “reunião de gente” e, por extensão, “festa”. Não deve ser confundida com a palavra “poracé” (que consta do Aurélio), “moracé” ou “boracé”, que é uma dança religiosa ao som do maracá, tambor ou flauta, com largo consumo de bebidas fermentadas e muito tabaco.

Nesse caso, o significado é: “clamor” ou “canto de gente”.

Boracéia surgiu por iniciativa de Eugênio Burjato, italiano, de Revigo. Como todo europeu quando imigrava para o Brasil, tinha em sua mente, vir para as terras brasileiras, pois lhe informavam que eram dadivosas e sumamente produtivas, trabalhar por determinado tempo fazer fortunas e regressar para sua Pátria. Entretanto, dos que vieram, porcentagem mínima voltou. Preferiram ficar, dado o acolhimento que aqui tiveram, construíram nova pátria, tornaram-se brasileiros por adoção, seguindo essa tradição, veio Eugênio Burjato, em 1895.

Em 1.916, depois de ganhar algum dinheiro na lavoura, adquiriu uma área de um alqueire e meio de terras de Joaquim Francisco de Oliveira, gleba essa pertencendo a Fazenda Floresta, onde hoje se encontra o patrimônio da cidade. A principio se dedicou a lavoura, posteriormente instalou maquina de arroz, olaria de tijolos, casa comercial, construiu uma Capela e outras atividades que iam aparecendo, criaram ambiente para que fosse constituído em distrito, pois inclusive já havia sido feito loteamento com abertura de ruas e praças.

Nesse trabalho e pelo fato do povoado já estar em ritmo respeitável de progresso, Eugênio Burjato, coadjuvado por Amaro José Veríssimo e outros conseguiram a criação do distrito e depois, com luta das famílias Sgavioli, Freitas Pereira e demais elevaram o município.

FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA

  • Por decreto - Lei 9.073, de 31 de março de 1.938, foi criado o Distrito de Floresta (então Fazenda Floresta), ficando pertencendo ao município e Comarca de Pederneiras.
  • Pelo Decreto Estadual nº. 9.775, de 30 de Novembro de 1.938, que fixou o quadro territorial vigente no qüinqüênio de 1.939-1.943, o distrito de Floresta passou a pertencer ao município de Itapuí, Comarca de Jaú, com a mudança de denominação para Boracéia.
  • Na divisão territorial a vigorar no período de 1.959 a 1.963, que foi feito pela Lei 5.285, de 18/02/1959, foi elevado a categoria de Município, desmembrando assim, parte do território de Itapuí, continuando pertencendo a Comarca de Jaú.
  • Em 16/06/1.982, Boracéia foi transferido para o território da Comarca de Pederneiras.

DATA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA

A emancipação política de Boracéia deu-se no dia 18 de fevereiro do ano de 1959.

Mais informações acesse: 

http://www.boraceia.sp.gov.br/cidade.php

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem