Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

FecomercioSP apresenta os erros mais comuns de gestão financeira


Amplie a foto

Informações financeiras contribuem com a tomada de decisões empresariais (ARTE/TUTU)

Um dos grandes desafios do empreendedor é manter o caixa equilibrado e suas contas em dia. Dessa maneira, a gestão financeira se mostra uma peça essencial para a empresa seguir um caminho de sucesso.

A tomada de decisões empresariais deve ser baseada em dados financeiros. Portanto, a gestão financeira, se utilizada de forma correta, serve como base para o processo decisório e transmite segurança para todas as demais áreas da empresa. Por outro lado, se as finanças forem geridas incorretamente, o resultado pode ser devastador, pois a empresa precisa de recursos disponíveis para custear seus planos de crescimento.

Para evitar decisões equivocadas, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) apresenta uma relação dos erros mais comuns de gestão financeira:

Misturar recursos empresariais e pessoais
Erro comum nas empresas pequenas que não fazem corretamente ou não possuem controle do fluxo de caixa. Assim, torna-se difícil fazer a separação entre o que pertence à empresa e o que é de uso pessoal.

Não elaborar e projetar o fluxo de caixa
O caixa é o retrato do resultado de todas as decisões tomadas pela empresa. Para ter melhor visibilidade, o empresário precisa elaborar o fluxo de caixa. Conhecer os pagamentos e recebimentos dos próximos meses dá margem para que se possa tomar a melhor decisão entre diversas alternativas possíveis. Dessa forma, é possível fazer um planejamento de longo prazo e também realizar uma comparação entre o que se projetou e o que de fato foi realizado, acompanhando e analisando entradas e saídas de recursos.

Não ter controle de estoque
O planejamento do estoque é uma ação que contribui para a redução de custos. A melhor estratégia é calcular o estoque ideal para reduzir custos de armazenamento e dimensionar melhor as compras. Não conseguir controlar o nível do estoque, seja por excesso, seja por falta, pode ser fatal para a empresa, podendo gerar prejuízos incalculáveis.

Não acompanhar a lucratividade
Fazer mensalmente um Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) ajuda a acompanhar o lucro dos últimos períodos, além de identificar possíveis sazonalidades do negócio. Trata-se de uma ferramenta contábil simples e que mostra o verdadeiro resultado da empresa, auxiliando na tomada de decisões em caso de prejuízo.

Não elaborar um plano financeiro
Planejamento só é possível tendo conhecimento pleno das informações do negócio. A automatização de processos pode ajudar a organizar os dados e também a aprimorar a forma de análise.

Não saber calcular o preço de venda ideal
Conhecer a margem de cada bem ou serviço é fundamental para evitar prejuízos. Somente dessa forma se pode optar por continuar ou não ofertando um produto.

Não saber aplicar os recursos obtidos
Uma estratégia importante na condução dos negócios é saber investir e diversificar as aplicações financeiras, aproveitando as sazonalidades da empresa.

Não investir em um sistema de gestão financeira
Um software de gestão financeira é fundamental para ter maior controle sobre todas as movimentações da empresa. Com um sistema eficaz, é possível observar o fluxo de caixa, a folha de pagamento, os estoques, as contas a pagar e a receber, entre outras variáveis. Além disso, o sistema pode ser integrado aos demais softwares da empresa, possibilitando que o empresário tenha uma visão global do seu negócio.

Fonte: Fecomércio-SP


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem