Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Bauru faz campanha para atrair empresas de diversos segmentos


Amplie a foto

Administração local busca por companhias que possam se instalar em parte dos mais de um milhão de metros quadrados disponíveis na cidade

O município de Bauru, no interior paulista, deve ao comércio e ao setor de serviços a maior fatia do seu Produto Interno Bruto (PIB), de R$ 8,43 bilhões. Ambos os segmentos contribuem com 73% desse valor, enquanto a indústria gera 20% das riquezas municipais. Com objetivo de mudar esse panorama, a cidade vem fazendo forte campanha para atrair grandes fábricas. 

“Temos um milhão de metros quadrados para a instalação de indústrias, que receberão incentivos e contarão com apoio da prefeitura”, anuncia Giane Vaz, que comanda a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda de Bauru. 

A equipe da administração municipal mapeou 10 mil empresas brasileiras com faturamento superior a US$ 50 milhões anuais, das quais foram selecionadas 200 indústrias. A etapa seguinte foi enviar cartas convidando cada uma delas a conhecer Bauru. “A indústria alavanca os demais setores e movimenta a economia, na medida em que eleva o rendimento da população”, diz Giane. 

Os segmentos de tecnologia, logística e transportes são os que mais despertam interesse, uma vez que Bauru é cortada pela Rodovia SP-300 (Marechal Rondon), que chega até Mato Grosso do Sul. Passa por ali a hidrovia Tietê–Paraná, cujo maior porto intermodal (em conjunto com o entroncamento ferroviário) fica na cidade vizinha de Pederneiras, dentro da região de Bauru. Embarca anualmente por esse trecho, três milhões de toneladas de cargas destinadas ao Porto de Santos. Há ainda dois aeroportos, o Aeroporto Estadual de Bauru–Arealva/Moussa Nakhl Tobias, com capacidade para sete Boeings 737 simultaneamente, e o Aeródromo de Bauru, que recebe aeronaves menores. 

Mão de obra 

Para atrair empresas, a existência de mão de obra qualificada é fundamental. Esse seria o segundo trunfo da cidade. Com menos de 400 mil habitantes, Bauru possui 50 mil universitários matriculados nas 12 instituições de ensino superior com sede no município. 

Um dos desafios, no entanto, é a permanência da mão de obra qualificada que se forma. Grande parte dos estudantes das universidades públicas vem de outros municípios ou Estados, e acaba voltando aos seus locais de origem depois de terminada a faculdade. A administração pública enxerga uma solução para o problema no almejado estabelecimento de indústrias na região, que traria bons empregos para os profissionais recém-formados. 

Empregabilidade 

A cidade saiu da base agrícola e fortaleceu o setor de comércio e serviços, com PIB per capita de R$ 29 mil e invejável taxa de empregabilidade, segundo a assessoria técnica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Os dados mostram Bauru com 35,7% de taxa de emprego, sendo que o Estado de São Paulo tem 31,8% e o Brasil, 24,3%. 

A diversificação da economia local é a responsável por manter o bom índice de emprego. Os setores mais proeminentes são construção civil; comércio varejista; indústria de papel e gráfica; indústria de materiais elétricos e de comunicação; serviços administrativos, técnicos e profissionais; ensino; e serviços médicos, odontológicos e veterinários. 

Confira a reportagem na íntegra, publicada na edição 46 da revista C&S.

Fonte: Fecomércio-SP


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem