Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Inovação verde: empresas apostam em negócios sustentáveis


Amplie a foto

Empresários buscam soluções ecologicamente corretas para aliar a sustentabilidade aos negócios
(Arte TUTU) - Por Deisy de Assis

Apesar da crise econômica brasileira e dos percalços para manter os negócios com responsabilidade socioambiental – como custos adicionais e regras a serem cumpridas –, empreendedores têm buscado incorporar a sustentabilidade aos produtos e serviços, atendendo às necessidades por soluções ecologicamente corretas.

É o caso da Espectro 3D, que comercializa itens ergométricos para escritórios, indústrias e residências, como mousepads, suportes para notebooks, bases para descanso dos pés, entre outros. Após 18 anos de atuação no mercado, a empresa decidiu inovar com materiais fabricados com Polietileno Tereftalato (PET) a partir da reciclagem de garrafas.

“Queríamos muito trabalhar com sustentabilidade e fizemos a escolha há 12 anos. Mais tarde, em 2010, passamos a investir no argumento ecológico também como uma ferramenta de marketing”, afirma o gerente comercial da companhia, Luiz Antonio Costa Ravara.

Das 35 peças vendidas, oito são fabricadas com a matéria-prima reciclada. Ele explica que a escolha por PET, ante a outras alternativas ecológicas possíveis, se deu principalmente por questões técnicas. “Precisávamos de materiais coloridos transparentes, e o PET atende bem essa necessidade.”

Na opinião da assessora técnica do Conselho de Sustentabilidade da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Cristiane Cortez, os investimentos em negócios verdes ainda são escassos diante da necessidade socioambiental. “Independentemente disso, iniciativas como essa são fundamentais para a conscientização do consumidor e para despertar interesse em outros empreendedores”.

Confiança no mercado

Para Ravara, a principal vantagem não está no retorno financeiro, mas na visão clara que o consumidor tem do produto que está comprando, uma vez que ele é informado sobre a quantidade de garrafas PET utilizadas para fabricá-lo, o que gera confiança e fideliza o cliente.

“Utilizando a matéria prima, podemos emitir o Certificado de Consumo Sustentável, importante para os gestores de normas International Organization for Standardization (ISO)”, afirma o gerente comercial da Espectro 3D, que também oferece ao consumidor a logística reversa de todos os produtos, com desconto para a substituição das peças, visando evitar descarte inadequado. 

Obra sustentável

A plataforma Arquitecasa é outro exemplo de empreendedorismo com foco na redução dos impactos ao meio ambiente. A página foi idealizada com a intenção de ajudar pessoas, profissionais e empresas a realizarem construções ou reformas com economia e sem desperdícios.

O Arquitecasa é um simulador gratuito de custo de obra que está disponível na internet desde 2010, com tecnologia de georreferenciamento e prestadores de serviços e fornecedores cadastrados em diferentes regiões do Brasil. Mais de 250 mil simulações já foram realizadas.

Quando um interessado faz uso do recurso, o sistema busca as opções mais próximas de sua localidade, de acordo com projeto e investimento pretendidos. Segundo o arquiteto Marcelo Brígido, fundador e CEO do site, são verificados cenário de custo e as listas de materiais e serviços.

Obra mais limpa

Brígido frisa que, entre os benefícios do ponto de vista ecológico, além da redução do desperdício e das sobras, está a oportunidade de negócios com micro, pequenas e médias empresas e o fomento às vendas regionais, o que resulta na diminuição da poluição e na economia de combustível para a logística.

De acordo com o arquiteto, o maior público da plataforma é composto de usuários que pretendem reformar ou modificar suas residências, o que é compatível com os fatos observados no mercado. “Aproximadamente 77% das obras realizadas no Brasil são autogeridas, o que movimenta R$52 bilhões por meio do varejo de materiais de construção e serviços profissionais.”

Novo projeto

Após seis anos de operação do Arquitecasa, Brígido idealizou a plataforma ABCDobra, que funciona de forma semelhante, mas com foco em famílias de baixa renda e com a possiblidade de venda e doação de sobras e de materiais novos em desuso ou em queima de estoque. Dessa forma, a página é um recurso que atender aos pilares social, econômico e ambiental, nos quais se baseia o conceito de desenvolvimento sustentável.

O site ainda não está na versão definitiva, passo que depende de algumas parcerias, mas já pode ser acessado. A ferramenta se mostrou tão inovadora que foi premiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) entre iniciativas de países da América Latina e Caribe. – exemplo de reconhecimento, fator que, assim como o lucro, também agrega valor aos empreendimentos, e é mais um motivo, na opinião da assessora técnica do Conselho, para se apostar em soluções mais corretas com o meio ambiente.

Fonte: Fecomércio-SP


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem