Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Confiança do comerciante paulistano cresce 1,2% em março e atinge 75,8 pontos


Amplie a foto

Os responsáveis pela alta foram os donos de empresas com mais de 50 funcionários, que elevaram em 9,9% a sua confiança em relação ao mês anterior (Arte TUTU)

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) atingiu 75,8 pontos em março - crescimento de 1,2% em relação a fevereiro. Por outro lado, na comparação com o mesmo período de 2015 houve queda de 16,2%. Apesar do aumento em março, o indicador registrou 75,8 pontos - o que sinaliza o pessimismo dos empresários do comércio. 

Apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o ICEC varia de zero (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total) e apesar de apontar crescimento, o resultado visto em março é o quinto menor de toda a série histórica, iniciada em março de 011. 

De acordo com a pesquisa, os responsáveis pela alta do indicador foram os donos de empresas com mais de 50 funcionários, que elevaram em 9,9% a sua confiança em relação ao mês anterior, chegando a 90,7 pontos. Já as empresas com até 50 funcionários registraram alta de 1% e alcançaram 75,5 pontos. 

Em contrapartida, na comparação anual, o resultado se manteve negativo. O índice de confiança para os grandes empresários caiu 16,6%, enquanto para os pequenos, a retração chegou a 1,7%. Para a Federação, a situação de crise de consumo, renda e crédito tende a ser mais acentuada sobre pequenos negócios do que sobre grandes empresas que podem se proteger um pouco mais com melhor acesso a capital, propaganda, distribuição e estratégias de marketing. 

Indicadores

O Índice das Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC), um dos componentes do ICEC, avançou pelo terceiro mês consecutivo e, em março, atingiu 40,8 pontos, alta de 3,2%. Por outro lado, na comparação anual, houve queda de 26,1%. 

O Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC) mostra que o empresariado está um pouco mais otimista em relação ao futuro ao registrar  alta de 2,8% em março, passando de 113,4 pontos em fevereiro para 116,5 pontos. 

O único quesito que apresentou queda em março foi o Índice de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC), que mede a propensão dos empresários em relação a novos investimentos, que retraiu 2,3% em fevereiro e contabilizou 70,2 pontos. A maior influência negativa partiu do Indicador de Contratação de funcionários (IC), que caiu 3,2% e totalizou 73,7 pontos. 

Para a FecomercioSP, a alta do índice não significa uma reversão do quadro de pessimismo entre os empresários do comércio. Os últimos resultados apontam apenas uma oscilação do indicador no patamar de 75 pontos. . Segundo a Entidade, o que puxou o indicador geral foram as condições atuais da economia, mas esse fato confirma a tese de que o resultado positivo é muito mais um efeito estatístico, pois o indicador está abaixo de 41 pontos, considerado um patamar de extremo pessimismo, apesar da alta mensal.

Fonte: Fecomércio-SP

icec_maro_de_2016-info


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem