Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Veja os fatores que colaboram para a loja virtual ter sucesso na Black Friday


Amplie a foto

Empresas do comércio (físicas ou virtuais) estão aprendendo e se preparando para melhor atender o consumidor durante a data (Arte/TUTU)

Por Jamille Niero

A Black Friday movimentará o comércio eletrônico brasileiro nesta sexta-feira (27). Para dar conta do aumento do volume de acessos e das vendas, as lojas virtuais precisaram se preparar para suportar a demanda.

Reforço nos estoques, na infraestrutura do site e na equipe de logística e entrega são algumas das medidas indicadas para as lojas virtuais não terem problemas durante a data. A FecomercioSP conversou com especialistas para reunir dicas para os empresários do setor sobre esses quatro tópicos. Confira abaixo:

Estoques
Segundo os especialistas consultados, o ideal é escolher apenas alguns produtos – de preferência, os que têm mais saída – para participar da Black Friday. Isso porque geralmente 80% do faturamento da loja virtual provêm de apenas 20% do mix de produtos que ela comercializa. Além disso, esses itens que mais vendem acabam atraindo os consumidores, que podem se interessar por mais produtos (que podem estar fora da promoção).

A data é boa para vender os itens mantidos em estoque há mais tempo e liberar espaço para as novas coleções. Vale também tentar uma negociação prévia com os fornecedores para conseguir bons descontos nas mercadorias participantes da Black Friday.


Infraestrutura
Com o aumento no volume de acessos, a loja virtual precisa tomar alguns cuidados para evitar que o site saia do ar no meio da promoção. A estimativa é que o volume de acessos simultâneos seja de dez a 20 vezes maior do que em dias comuns.

Entre as dicas para suportar a demanda, estão: deixar o site “mais leve”, ou seja, reduzindo a quantidade de conteúdo na página inicial e deixando somente os produtos em promoção no espaço; e adotar uma solução em nuvem que permita escalabilidade, no qual o sistema detecta automaticamente o aumento do volume de acessos e amplia o número de servidores usados pela loja caso seja necessário, para que o site não saia do ar.


Frete, prazos e entrega
Um dos principais riscos de deixar o consumidor insatisfeito com as compras na data é extrapolar o prazo prometido para a entrega dos itens adquiridos. Isso porque muitos consumidores aproveitam os descontos da Black Friday para já comprar os presentes de Natal. Logo, é importante que tudo chegue antes das festas de fim de ano. Nesse caso, vale esticar um pouco o número de dias prometidos para a entrega – melhor surpreender o consumidor com a entrega da mercadoria antes do previsto do que depois.

Para evitar dor de cabeça, vale checar se a transportadora parceira está bem preparada para dar conta do aumento do volume de entregas e, se necessário, contratar mais transportadoras para suportar a demanda. Outro ponto importante é reforçar o sistema de cálculo de frete no site para que não saia do ar no momento em que o consumidor está fechando a compra e calculando o frete (um dos pontos críticos).


Informação e transparência
Por fim, é importante que a loja virtual, ao participar da Black Friday, forneça descontos reais ao consumidor e também o máximo de dados possível sobre a política de vendas do site e as informações a respeito de produtos, condições de pagamento e entrega.

A clareza nas informações é importante para aumentar a relação de confiança entre os consumidores e a empresa, em especial durante o processo de venda. Ela também visa apagar a imagem de edições anteriores da Black Friday no Brasil, quando muitas lojas aumentavam os preços dias antes para poder “conceder” descontos no produto durante a promoção.


Vale dizer que, a cada ano, as empresas do comércio (físicas ou virtuais) estão aprendendo e se preparando para melhor atender o consumidor durante a Black Friday.

Fonte: Fecomércio-SP


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem