Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Índice de confiança do consumidor deixa de cair em SP


Amplie a foto

Jornal GGN - O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) se manteve praticamente estável, com leve alta de 0,1%, ao passar de 84,5 pontos em julho para 84,7 no mês de agosto, segundo levantamento elaborado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP)

Embora a pontuação tenha sido ligeiramente maior que a do mês anterior, interrompendo um ciclo de cinco quedas consecutivas, o resultado não pode ser considerado positivo, uma vez que permanece na zona do pessimismo (abaixo dos 100 pontos). Na comparação com os 110,5 pontos de agosto de 2014, o indicador mostrou uma retração de 23,4%.

O ICC é composto pelo Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA) e pelo Índice das Expectativas do Consumidor (IEC), que registraram rumos distintos entre julho e agosto. O ICEA revelou queda de 3,2% na comparação mensal, passando de 61,3 para 59,3 pontos (o menor valor desde maio de 1999). O recuo no comparativo anual foi ainda mais acentuado (-46,1%).

Já o IEC apresentou alta de 1,5%, ao passar de 100 pontos em julho para 101,6 em agosto. Para a assessoria econômica da FecomercioSP, diante de um cenário corrente cada vez menos favorável, é natural que o consumidor continue ajustando para baixo suas percepções a respeito do presente e, com isso, incorpore em suas avaliações perspectivas ligeiramente mais otimistas em relação ao futuro.

Para os economistas da FecomercioSP, essa variação negativa reforça o cenário  de instabilidade decorrente da inflação elevada, dos juros altos e do aumento do desemprego. Tal quadro econômico, ainda segundo os economistas, impacta diretamente a avaliação dos consumidores em relação às suas condições financeiras.

Fonte: GGN


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem