Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Queda no consumo chega aos bens essenciais


Amplie a foto

Diante de uma conjuntura econômica desfavorável, com baixo crescimento econômico e inflação em alta, o consumidor se mostrou mais cauteloso com o orçamento familiar em 2014, período em que esteve preocupado com as futuras condições futuras de emprego e renda, buscando quitar dívidas antigas.

A inflação na região metropolitana de São Paulo medida pelo Custo de Vida por Classe Social (CVCS), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), registrou elevação máxima histórica, de 1,55% em março e de 7,63% em 12 meses. Ainda no acumulado de 12 meses, os preços de itens como energia elétrica residencial e gasolina apresentaram alta de 72,7% e 9,8%, respectivamente.

A alta de preços pesa sobre o orçamento das famílias e reflete nas vendas do varejo, que recuaram 2,8% no Estado de São Paulo no ano passado, de acordo com dados da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), realizada mensalmente pela FecomercioSP.

As quedas mais acentuadas foram observadas nos setores de bens duráveis, dependentes de crédito, como veículos, eletrodomésticos e eletrônicos, enquanto os setores ligados a bens essenciais (alimentos e higiene) conseguiram mostrar um bom desempenho. A tendência fica evidente ao observar os dados anuais de vendas, segmentados por grupos, duráveis e não duráveis, conforme a tabela abaixo.







Fonte: Fecomércio-SP (EconoMix Digital nº 122)


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem