Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Impactos da crise hídrica no pensamento varejista


Amplie a foto

A pior crise hídrica dos últimos cem anos atingiu em cheio as três maiores regiões metropolitanas do País. A escassez desse recurso atingiu a população e as atividades produtivas, e este é o momento-limite para adotar novos comportamentos, investir em inovações e soluções tecnológicas capazes de minimizar os efeitos negativos.

Em favor da água e do meio ambiente e buscando ampliar os benefícios para as empresas, a ordem é evitar o desperdício e dar o destino correto à água utilizada em empresas e indústrias. O uso racional da água no meio ambiente tornou-se um diferencial competitivo para as empresas modernas, e, muitas vezes, a disponibilidade hídrica é o fator determinante na decisão de investimento em novas instalações e em sua ampliação. Pensando em economizar e ter atitudes mais sustentáveis, algumas redes de restaurantes inovaram em suas práticas.

Bons exemplos

Os setores que mais demandam o recurso também são os mais sensíveis. Restaurantes, hotéis, lavanderias e postos de gasolina vêm investindo na modernização de suas operações.

A rede de restaurantes Sí Senor, com 21 filiais nos Estados do Sudeste e do Centro-Oeste, implantou um sistema de encanamento que capta toda a água produzida pelos aparelhos de ar-condicionado, que representam cerca de quase 3 mil litros por ano. A água é coletada em reservatórios e utilizada  para lavagem de pisos e banheiros e para a rega de plantas.

Outra rede, a Divino Fogão, decidiu substituir as tradicionais torneiras pelas de pedal, que liberam água quando a peça está acionada. A modernização representou uma redução de quase 30% no consumo do recurso. A alteração do padrão de insumos da rede estendeu-se à substituição da iluminação, adotando-se modelo Light Emitting Diode (LED); e para a substituição das embalagens para viagem, que passaram a ser retornáveis, representando uma redução de 15 mil embalagens por mês.

No mesmo rumo está o Quick Pizza, pizzaria paulistana que investiu na mudança de hábitos e prontamente percebeu a economia na conta de água. A próxima etapa será instalar lâmpadas mais eficientes que vão permitir a redução em 15% do consumo de energia do restaurante.

As empresas vinham em um processo de conscientização e dando mais importância à adoção de práticas mais sustentáveis e ao uso mais racional dos recursos naturais. Agora, com a crise hídrica, esse processo foi acelerado. Mais do que nunca, é preciso conscientizar funcionários e clientes para a necessidade de preserva o que está se tornando escasso.

Fonte: Adpatado do portal Consumidor Consciente 


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem