Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Emprego formal no varejo paulistano cresce 0,9% no mês de novembro


Amplie a foto

Foto: Com crescimento de 0,9% em novembro de 2014 na comparação com o mesmo mês de 2013, o número de empregados formais no comércio varejista da região metropolitana de São Paulo atinge a marca de 1.033.369 trabalhadores com carteira assinada
(Arte/Tutu)

O número de empregados formais no comércio varejista da região metropolitana de São Paulo cresceu 0,9% em novembro de 2014 na comparação com o mesmo mês de 2013 e atingiu a marca de 1.033.369 trabalhadores com carteira assinada. Foram 529.537 admissões e 516.404 desligamentos entre janeiro e novembro de 2014, o que representa saldo de 13.133 contrações formais no período. Somente em novembro de 2014, o saldo foi de 10.818 contratações formais - crescimento de 15,9% em relação ao mesmo mês de 2013. A Pesquisa de Emprego e Salário na Região Metropolitana de São Paulo é realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego.

O crescimento tímido de 0,9% no número de empregados formais em novembro de 2014 na comparação com o mesmo mês de 2013 pode ser atribuído a uma série de fatores, entre eles, a perda de confiança por parte dos agentes econômicos - tanto consumidores quanto empresários - nos últimos 12 meses, além da persistente pressão nos preços e da estagnação da economia. Embora seja relativamente baixa no contraponto com 2013, a taxa de crescimento tem se mantido estável ao longo do ano.

Os dados segmentados por atividade revelam que o setor de Lojas de Vestuário, Tecidos e Calçados apresentou a maior retração no número total de empregados formais. Houve redução de 2.630 funcionários ao longo de 2014 na população ocupada, que passou de 146.462 trabalhadores até novembro de 2013 para 143.031 até novembro de 2014, um recuo de 2,3%. Contudo, no comparativo mensal, com outubro de 2014, houve incremento de 4,4%. No acumulado de 2014, o segmento tem variação negativa de 1,5% na população ocupada.

Em seguida, aparece o segmento de Concessionárias de Veículos, que encerrou novembro de 2014 com 2.299 empregados a menos. Em relação a outubro, a queda foi de 0,7%; no comparativo com o mesmo mês de 2013, a baixa foi de 7%; no ano, a queda acumulada é de 5,6%.

Contratados, Desligados e Rotatividade
O número de funcionários admitidos no comércio varejista foi de 51.914 em novembro ante 52.044 contratados em outubro. Isso significa uma redução de 0,2% na contratação formal mensal. No resultado interanual, o incremento foi de 2,3%.

O setor que mais contratou em novembro de 2014, frente ao mesmo mês de 2013, foi o de Lojas de Departamentos, com alta de 65,4%. Na contramão, os setores de Materiais de Construção; Autopeças e Acessórios; e Concessionárias de Veículos registraram decréscimos de 13,2%, 11,7%, e 7,4%, respectivamente, nas comparações interanuais.

Por outro lado, o número de funcionários desligados do comércio em novembro foi de 41.096 ante 49.628 em outubro (- 17,2%). No comparativo interanual, houve decréscimo de 0,8%. Com esse comportamento, a taxa de rotatividade média da mão-de-obra no varejo ficou em 4,7%.

Fonte: Fecomércio-SP


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem