Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Lista negra: saiba a partir de quando o nome fica sujo e como limpar


Amplie a foto

A partir do momento em que o consumidor deixa de pagar uma conta, ele corre o risco de ter seu nome incluído na lista negra: o cadastro de inadimplentes. Isso vai impedir que ele consiga tomar novos créditos na praça.

A inclusão do nome vai depender do tipo de conta e da paciência do credor. Se for uma conta de telefone, por exemplo, a lei só permite a inclusão do nome após 90 dias de atraso no pagamento.

Se for uma prestação de loja ou o boleto de um condomínio, para citar exemplos, o nome pode ficar sujo a partir do primeiro dia sem pagar.

Ou o nome pode nem ir para o cadastro, dependendo do relacionamento do credor com o devedor.

Credores costumam dar um prazo antes da inclusão

A inclusão imediata do nome na lista negra não é a praxe de mercado, informam representantes dos birôs de crédito Boa Vista Serviços, responsável pelo Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) e Serasa Experian.

As empresas preferem manter um bom relacionamento com o cliente e deixam a inclusão do nome para o fim do processo de cobrança, quando percebem que só resta essa alternativa, segundo Fernando Cosenza, diretor de Marketing, Inovação e Sustentabilidade da Boa Vista Serviços.

"Como é uma decisão do credor, ele pode inclusive nunca mandar o nome do devedor para a lista", diz.

Prazo máximo na lista negra é de 5 anos

Normalmente as empresas costumam telefonar e mandar cartas lembrando da necessidade do pagamento, segundo Vander Nagata, superintendente de informações sobre consumidores da Serasa Experian.

"Muitas vezes as pessoas apenas se esqueceram de pagar", diz. "A inclusão do nome na lista é uma atitude mais severa, que as empresas evitam tomar para não atrapalhar o relacionamento."

O prazo máximo que o nome pode ficar sujo é de 5 anos. A partir desse momento, ainda que a dívida não tenha sido paga, o nome do devedor tem de ser retirado do cadastro.

A Serasa Experian informa que envia mensalmente cerca de 10 milhões de cartas comunicando a possível inclusão do nome na lista; o SCPC informa que envia de 7 a 10 milhões.

Consulte o CPF periodicamente para evitar surpresas

Os especialistas afirmam que, muitas vezes, a pessoa só descobre que tem uma pendência no nome quando vai pedir crédito.

Fonte: Uol Sophia Camargo
Do UOL, em São Paulo


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem