Home

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner

Com a Copa na reta final, é hora de liquidar itens temáticos


Amplie a foto

ultidão de torcedores e turistas que invadiu o Brasil nas últimas semanas ajudou não só a colorir ruas, estádios e bares. Deu impulso a alguns ramos de comércio e serviço, sobretudo nas cidades-sede da Copa. Agora, porém, que a primeira fase do campeonato ficou para trás, é hora de rever a estratégia de vendas.

Com a final do Mundial se aproxima também o fim da procura por produtos que remetam ao torneio. A solução é queimar o estoque antes do apito final de 13 de julho. Segundo o consultor de marketing Marcelo Sinelli, do Sebrae São Paulo, a tática tem de ser planejada logo, para evitar imprevistos. “É preciso ter em mãos o plano A, B e C, pensar em curto, médio e longo prazo. O comerciante tem que pensar na promoção das oitavas, quartas, semifinal e final e, ainda, caso o Brasil seja desclassificado.”

O comerciante deve levar em conta o preço dos produtos e a margem de lucro com a qual pode trabalhar. “Se você está vendendo abaixo do preço de custo, não é negócio. Tem que ser um preço convidativo para o cliente, mas não prejudicial ao empresário. O ideal é fazer uma oferta agressiva, mas não suicida”, resume.

É importante avaliar quais produtos entram na liquidação e quais podem ser vendidos em outros momentos. Para desaguar o que passou a ser menos procurado, seja criativo. Uma saída é fazer vendas conjugadas. “Se você trabalha em uma loja de roupas femininas, pode colocar em promoção itens como camisetas e shorts, que são as peças mais usadas pelas moças para assistir aos jogos, e ao mesmo tempo estimular a venda de itens mais caros, com promoções do tipo: Compre o vestido e leve duas camisas da Copa”, exemplifica Sinelli.

O plano só tem chances de dar certo, claro, quando os clientes ficam sabendo. Comunique-se com eles (em redes sociais, se for o caso) e dê atenção especial à clientela cativa. “Se a empresa tem 5 mil clientes não dá para ligar para todo mundo. Se são 50 clientes, vale fazer um contato personalizado, a pessoa se sente bem ao ser lembrada.”

Capriche na vitrine, colocando palavras-chaves como “liquidação” e “imperdível”. Dentro da loja, os produtos em promoção devem estar à vista e bem sinalizados. “É interessante colocar uma etiqueta padronizada, isso facilita a identificação pelo cliente.”

Vale um treinamento especial para a equipe. “O tratamento em relação ao cliente é diferente do normal durante a queima de estoque. Se o cliente falar: ‘Estou só olhando depois eu volto’, o vendedor perdeu a venda. Por isso, tem que ser assertivo e efetivo. É importante treinar a equipe e eventualmente até colocar uma meta, talvez até um pouco mais agressiva”, sugere o consultor.

São calças brancas, regatas verdes, amarelas ou azuis que em dia de jogo ficam com a cara do Brasil e, em dias pós-Copa, servem para sair ou trabalhar. Além disso, a queima de estoque será divulgada por meio de plataformas sociais, como Facebook e Instagram, e-mail e um recurso offline eficiente: panfletos distribuídos na entrada da galeria.

Fonte: Terra


Foto: A loja Sob Medida Pra Vc vai abrir uma pop-up store entre 30 de junho e 4 de julho para liquidar produtos com as cores do Brasil. Informações: (11) 2597-1116. Foto: Divulgação


<< Voltar

    (14) 3622-5883 / 3624-5037
    Rua Rolando Damico, 381 - Vila Assis - Jaú - SP

    Imagem